Óleos essenciais para beleza e saúde dos cabelos !

 

Certamente você já ouviu falar que os óleos essenciais possuem muitas funções e que são benéficos para a saúde. Hoje nós vamos falar de óleos essenciais para tratamento dos cabelos.

Os óleos essenciais são essências botânicas da natureza e podem fazer maravilhas para os cabelos e couro cabeludo.

Eles podem ser usados para purificar o couro cabeludo, fortalecer, melhorar a irritação e controlar a caspa. Alguns óleos essenciais estimulam os folículos pilosos, melhoram a circulação e ajudam no crescimento quando está lento.

Os óleos essenciais também ajudam controlar a oleosidade no couro cabeludo, o que atrapalha a oxigenação e, consequentemente, o crescimento dos fios.

Quais os melhores óleos essenciais para os cabelos?

Existem sempre os queridinhos, né?!  Nos óleos essenciais não é diferente… temos milhares deles, mas vou citar 3 que mais utilizo em minhas sessões

oleos essenciais– MELALEUCA (Tea Tree ou Melaleuca Alternifolia Cheel) E CEDRO (Cedarwodm ou Cedrela Fissilis Vell): A melaleuca é uma querida queridinha, também conhecida como árvore do chá ou tea tree! Os dois são bactericidas e fungicidas, são mais utilizados nas terapias quando precisamos dessa boa ação de limpeza como nos casos de caspa e seborreias. A peculiaridade do cedro é que ele confere força também para esse fio, e couro cabeludo, mantendo tudo em um estado muito mais saudável.

lavanda

 

– LAVANDA (Lavandula Angustifolia): Para acalmia, analgesia, melhora da inflamação, hidratação do couro cabeludo e da fibra. Pode ser utilizado em todos os casos de irritabilidade, inflamação, e qualquer tipo de vermelhidão. Eles são muito bem vindos e apenas em uma aplicação já observamos melhora! Auxiliam no tratamento de foliculite, caspa, psoríase, dentre outras patologias com sinais inflamatórios.

 

alecrim– ALECRIM (Rosemaary ou Rosmarinus Officinalis): O alecrim é um dos meus óleos essenciais preferidos, pois além de estimulante e vasodilatador, tem um aroma delicioso. Pode ser utilizado nos casos de calvície, estimulando aquele folículo que está em estado de “dormência”. Deve-se ter cuidado ao utilizar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?